11 de dezembro de 2023 por Clínica Uma

Doenças de inverno - Parte 2

No texto anterior, nós falamos sobre como as baixas temperaturas e o tempo seco, característico dessa época do ano, aumentam a proliferação de vírus e bactérias que causam problemas alérgicos e respiratórios. 


 


Mas você sabe quais são as principais doenças de inverno?


 


A gripe é uma infecção causada pelo vírus Influenza e seus subtipos, com grande potencial de transmissão. Os sintomas costumam durar de sete a dez dias e incluem tosse, secreção nasal, febre, dor no corpo, dor de garganta e dor de cabeça. Em crianças, pode até ocorrer vômito e diarreia.


 


Já os resfriados podem ser causados por mais de 200 vírus diferentes, como rinovírus, adenovírus e parainfluenza. Apesar de ter sintomas parecidos com os da gripe, com espirros, coriza, dor de garganta e até febre baixa, o mal-estar costuma ser mais leve e durar menos tempo, melhorando entre três e cinco dias. 


 


A pneumonia é uma inflamação dos pulmões que pode ser causada não só pela evolução da gripe, como também por fungos e bactérias. É uma doença perigosa, que pode comprometer gravemente os pulmões, principalmente em idosos e crianças menores de cinco anos de idade. Os sintomas são: tosse, falta de ar, febre alta, fraqueza, dor no tórax e secreção amarela ou esverdeada.


 


Outra doença que afeta o pulmão é a asma brônquica. Caracterizada pela dificuldade em respirar, tosse e chiado no peito, ela piora principalmente pelo contato com poeira, mofo, fumaça de cigarro, roupas que ficaram muito tempo guardadas e outros agentes irritantes. 


 


Esses mesmos elementos costumam ser os vilões da rinite alérgica, uma inflamação da mucosa nasal que também é muito comum durante o inverno e que pode até atingir os ouvidos, evoluindo para uma otite.


 


Já a sinusite, é a inflamação nas mucosas dos seios da face, as cavidades que ficam dentro dos ossos do nosso rosto. Ela pode ser causada por vírus, bactérias, fungos e alergias.


 


É essencial ressaltar que cada uma dessas doenças tem tratamentos e maneiras diferentes de prevenção. Por isso é tão importante conhecer os sintomas e procurar um médico logo que eles aparecerem.


 


Somente os profissionais de saúde poderão indicar a medicação adequada e fazer o acompanhamento de cada paciente.


 


Lembre-se sempre: a automedicação pode ser perigosa e muito prejudicial ao seu organismo!

17 de maio de 2024
O avanco dos equipamentos de imagem foi incrivelmente veloz
26 de março de 2024
A Importância dos Exames Preventivos: Investindo em sua Saúde